Divulgação

O Governo do Tocantins avançou 23 pontos na segunda rodada do “Ranking Transparência no Combate à Covid-19”, promovido pela ONG Transparência Internacional – Brasil (TI). Com isso, alcançou 79,7 pontos fazendo com que a transparência das contratações emergenciais no período da pandemia no Estado alcançasse a classificação “bom”, o segundo melhor conceito no ranking.

O estudo, divulgado nesta segunda-feira, 29, avalia a adequação e a transparência das informações relativas às contratações emergenciais por parte dos 26 governos dos estados, do Distrito Federal e das 26 capitais brasileiras. O resultado bom vai de 60 a 79 pontos e o ótimo de 80 e 100 pontos.

“Faltaram apenas 0,3 décimos para alcançarmos o conceito máximo, que é o “ótimo”, por isso, esse resultado é motivo de comemoração para nós. Isso é reflexo de todo um esforço para que as informações sejam disponibilizadas com mais objetividade e fácil acesso. Nosso trabalho é garantir a máxima eficácia na transparência pública da gestão, por isso continuamos trabalhando para chegar ao topo desse ranking”, destaca o secretário-chefe da Controladoria-Geral do Estado (CGE), Senivan Almeida de Arruda.

Ranking

Na 16ª posição do ranking entre os 26 estados e o Distrito Federal, o Tocantins ficou ao lado do Pará e tomou a dianteira de dez estados brasileiros, sendo estes Rio Grande do Norte, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Piauí, Paraíba, Sergipe, Acre, Rio de Janeiro, Bahia e Roraima.

Avanços

O gestor explica que o Estado melhorou no quesito disponibilidade de dados abertos e na clareza dos dados divulgados. Isso porque a CGE desenvolveu um novo sistema para o acompanhamento dos contratos e aquisições da Covid-19.

Esse sistema atende com eficácia as boas práticas avaliadas pela organização no ranking. Entre estas, a consulta de todos os processos de contratações e de aquisições referentes à Covid-19; consulta e acompanhamento dos processos na íntegra e download das informações em diversos formatos abertos.

De acordo com Senivan Almeida de Arruda, as alterações fazem parte de uma política permanente de aprimoramento da ferramenta, que foi intensificada neste período de pandemia. “O objetivo do Governo do Tocantins é o de melhorar a ferramenta como um todo e assim, ampliar a promoção do controle social e fazer a melhor entrega ao cidadão no que se refere à transparência da gestão estadual”, concluiu o secretário.

Confira o ranking da Transparência Internacional https://transparenciainternacional.org.br/ranking/


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui