Divulgação

A Secretaria de Educação de Guaraí realizou uma pesquisa que aponta que os pais de alunos matriculados na rede municipal não concordam com o retorno presencial das aulas. O questionário respondido por 722 pessoas, dessas 83% foram contra o retorno dos estudantes nas escolas.

O questionário foi disponibilizado em outubro, com 11 perguntas. Algumas delas indagaram se o aluno possui alguma doença, se os pais concordam com o retorno das aulas este ano, se a criança já foi diagnosticada com Covid-19 ou teve algum sintoma da doença e ainda se ela tem contato com pessoas que fazem parte do grupo de risco.

Segundo a prefeitura, 43% disseram que parentes próximos às crianças apresentaram sintomas ou tiveram diagnóstico positivo para a Covid-19.

Desde o mês de julho, as aulas no município estão sendo realizadas de forma remota e também através da entrega de atividades.

O secretário municipal de educação, Sebastião Mendes, disse que através da pesquisa será possível criar uma proposta para a retomada das aulas no ano que vem.

“A secretaria da educação fez a pesquisa não somente para visualizar o entendimento da família sobre o retorno, mas com o objetivo de realizar o levantamento sobre a situação das nossas crianças, sobre as famílias. O contato dessas crianças com pessoas que possam ou não ter tido o coronavírus. Então, através da pesquisa será possível criarmos uma proposta de retomada do ensino na forma presencial, onde a visão é para o ano de 2021”.

Sebastião ainda falou que um comitê foi criado para realizar levantamento da infraestrutura e segurança, não só para os alunos, mas também para os servidores da educação e as famílias.

De acordo com o município, a pesquisa foi realizada em cumprimento ao solicitado pelo Tribunal de Contas do Estado do Tocantins, o qual recomendou que as prefeituras elaborem um plano de ação, com prazo máximo de 30 dias para direcionar o retorno das aulas presenciais.

Guaraí tem 1.263 casos de Covid-19 confirmados e 23 mortes pela doença, segundo informações da Secretaria Estadual da Saúde, desta quinta-feira (29).


DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui